Temas obrigatórios: colonização ideológica

Caros amigos,

A partir deste ano letivo a doutrinação ideológica nas escolas vai intensificar-se.
A disciplina de Educação para a Cidadania lança como um dos seus temas obrigatórios, a ser tratados ao longo de toda a escolaridade, o conceito de género. Género defende uma ideologia não binária da sexualidade, remetendo para a defesa da ideia de que se nasceria neutro em termos sexuais e, por isso, não devem ser ensinados papéis específicos, pronomes, vestuário ou dados brinquedos diferentes a meninos e meninas. Promovem a indefinição em idades em que crianças e jovens estão em desenvolvimento e cheio de incertezas. Será fácil levar um jovem inseguro a pensar que as inseguranças que acompanham o seu crescimento são devidas ao facto de o seu sexo biológico não traduzir o seu género. Daí à ideia de se sentir aprisionado num corpo ” errado ” demora pouco e, depois, pode passar à decisão de tomarem bloqueadores químicos cujas consequências para a saúde e corpo são irreversíveis.

Não vos quero alarmar, mas já existem movimentos no sentido de juntar às diferentes orientações sexuais possiveis, a pedofilia. Vejam esta Ted Talk: https://www.youtube.com/watch?v=cy4AUzsGbfE

Algumas pessoas preocupadas resolveram agarrar um projeto já existente e dar-lhe um novo folego com o objetivo de ser uma alternativa séria e eficaz ao que se vai passar nas escolas.

Trata-se do programa Protege o Teu Coração que podem conhecer melhor no dia 29 de Setembro em duas modalidades:

Seminário de Formação para pais e professores no dia 29 de setembro 2018, 9.30h-13.30h, Telheiras, com Juan Francisco Velez e Maria Luisa Estrada!
https://www.facebook.com/events/2206329442941504/

Conferência no dia 29 às 21h, aberta ao público:
https://www.facebook.com/events/251557155500836/

Precisamos de todos os instrumentos que possam dar a conhecer a beleza do projeto de Deus para o amor humano!

Pela direção da Associação CERTA,
Maria José Vilaça

Anúncios

Algo estranho

Há muito tempo que não escrevo aqui. Para memória futura, não deixo de anotar imagens e palavras estranhas no encontro mundial das famílias, em Irlanda, onde, em 2009, tomei contacto com a maravilha da Teologia do Corpo.

E agora, em 2018, o que vemos?

  • uma mascote que é uma ovelha (!!!), inventada por alguém que está a trabalhar intensamente na segunda temporada de Vampirina at Brown Bag Films. Dispenso-me de apresentar esta Vampirina e o seu significado na série, nada benéfico para a alma das crianças e das famílias. E quanto estas séries absorvem a atenção das crianças!
  • um discurso de fr. James Martin que mais parece um comício de apoio a todos os pecados contra a criação, contra a redenção, contra a santificação do homem e da mulher, do matrimónio e da família.
  • a parte (=ambiguidade) de um logotipo que percorre todas as plataformas, desde o ícone do site oficial, aos cenários e documentos impressos, até aos próprios paramentos usados na santa Missa. Trata-se da tripla espiral, serpente, ou perna, mais associada ao paganismo e ao neopaganismo do que querem fazer parecer.

Na verdade “Depois de tirar todas as que são suas, vai à frente delas, e as ovelhas seguem-no, porque reconhecem a sua voz. Mas, a um estranho, jamais o seguiriam; pelo contrário, fugiriam dele, porque não reconhecem a voz dos estranhos” (Jo 10,4-5).

Worpress

O WordPress impôs a todos os seus utilizadores um arco íris na barra superior da página de administração dos artigos por causa da decisão do supremo tribunal dos USA, de 26/6/2015. Os topicos no fórum de ajuda sobre o assunto foram fechados liminarmente.

Em Portugal – Blood money

ESTAÇÃO LUZ FILMES LANÇA “BLOOD MONEY – ABORTO LEGALIZADO” EM PORTUGAL

A Estação Luz Filmes, distribuidora e produtora brasileira, lançará no próximo dia 8 de Maio, em colaboração com o Centro Cultural Nuno Álvares Pereira, o documentário “Blood Money – Aborto Legalizado”.

A antestreia do filme ocorrerá no Inspira Santa Marta Hotel, sito na Rua de Santa Marta, 48, em Lisboa, pelas 21 horas, para convidados. Estão asseguradas sessões gratuitas, abertas a todos, nos dias 9 e 10, no mesmo local e à mesma hora.

“Blood Money – The Business of Abortion”, no original, é uma produção independente, realizada pelo norte-americano David Kyle, que se deslocará a Portugal para a estreia.

O polémico documentário, de 75 minutos, é a primeira incursão de Kyle no cinema. Segundo Luís Eduardo Girão, diretor da Estação Luz Filmes, que adquiriu os direitos de distribuição para Portugal, “Blood Money – Aborto Legalizado”, pretende atrair o público revelando a experiência prática dos EUA, onde o aborto é legal há 40 anos.

Mostra “de que forma as estruturas médicas disputam e tratam a sua clientela, os métodos aplicados pelas clínicas para realização do aborto e o destino do lixo hospitalar, entre outros temas”, conta Girão.

Denuncia ainda a prática da eugenia e do controle da natalidade por meio do aborto e trata aspectos científicos e psicológicos relacionados com o tema, como o momento exato em que o feto é considerado um ser humano e se há ou não sequelas para a mulher que se submete a um aborto.

“Blood Money – Aborto Legalizado” conta com depoimentos de médicos de e outros profissionais de saúde, de pacientes, de cientistas e da ativista de movimentos negros, Alveda C. King, sobrinha do pacifista  Martin Luther King, que também apresenta o documentário.

Segundo o diretor da Estação Luz Filmes, o amplo esclarecimento que o documentário oferece foi o que motivou a sua produtora a adquirir os direitos de distribuição. “É  a primeira vez que o cinema trata o assunto desta forma, tirando-o da invisibilidade…Acreditamos que vá atrair diversos segmentos sociais e pessoas sensíveis a essa questão, sejam elas contra ou a favor da legalização do aborto..”.

http://bloodmoney.com.br/ 
www.ccnunoalvares.org

Livro das Catequeses em Português

Está disponível em português o conjunto das catequeses do Beato João Paulo II.

Imagem

Formadores de Equipas de Casais, de seminário, de vida consagrada, equipas de secretariados diocesanos de pastoral familiar, catequistas e responsáveis pela preparação para o Matrimónio, casais e jovens noivos encontram nesta obra as riquíssimas meditações de João Paulo II sobre sobre a dignidade do amor humano no plano divino.